Os dois pontos.

Abril ficou pra trás e os Phillies acumulam 18 vitórias e 9 derrotas até então. Possuímos uma das melhores percentagem de vitórias: .667, perdendo apenas para os Cleveland Indians com .704. O problema é que os Florida Marlins dividem a liderança da nossa divisão com os mesmos .667.

Os Marlins já passaram por belos desafios: Venceram as séries contra os Rockies, Dodgers e os Reds, além de uma varrida nos Pirates. Vale lembrar que um dos jogos na série contra a Philadelphia foi adiado e que estão enfrentando de igual os Cardinals.

E quanto a nós? Poderíamos ter vencido mais? Na minha opinião sim, sem dúvidas. É claro que possuindo 4 aces no seu baralho (Halladay, Oswalt, Lee e Hamels) é admissível jogar na defesa, porém se o ataque for inoperante: realmente fica complicado. Foram 6 derrotas marcando 3 ou menos corridas. No meu ponto de vista, dois fatores são os principais dificultadores dos Phillies em atingir o seu maior potencial.

O primeiro ponto, obviamente, são os desfalques. JC Romero, Brad Lidge, seu substituo Jose Contreras, Chase Utley, o aspirante Domonic Brown, Carlos Ruiz e o Starting Pitcher Joe Blanton. Não por lesão, mas ainda poderíamos incluir na lista Roy Oswalt, que se ausentou do time para cuidar de sua família que reside em uma área afetada por um tornado.

Falando primeiro de Roy Oswalt, ele se juntará ao time na quinta-feira. Parece que pelo final de semana ele já deverá voltar a jogar. Uma excelente notícia, sem dúvidas. Sua única derrota até então foi justamente antes de se ausentar e depois de falar no telefone com alguém, dando pintas de uma instabilidade emocional que o levou a ser substituído no 3 inning após aceitar 5 corridas. Em sua ausência, Vance Worley venceu sua segunda partida como profissional, então nem podemos dizer que a perda temporária de Oswalt foi um grande problema.

O closer Brad Lidge realmente faria uma falta tremenda. As boas atuações do experiente Jose Contreras seriam um contra-peso, porém o cubano entrou pra DL após conseguir 5 saves em 5 save opportunities. Ryan Madson também ocupou o posto de closer e é quem tem dado conta até então (2 sv/2 svo e apenas 1 corrida permitida em 10 jogos).

Antonio Bastardo tem sido um excelente reliever. Confesso que não tenho sentido falta do JC Romero, que deve voltar em breve ao elenco.

Chase Utley é o jogador mais preocupante e o que tem feito mais falta. Não que Valdez, Martinez e Orr tenham sido necessariamente ruim. De forma alguma. Mas Utley é um dos grandes nomes, talentos e líderes do elenco. Terminou o ano passado com .387 em OBP (On-Base Percentage). Dentre os membros do elenco atual dos Phillies, foi quem obteve a melhor marca na estatística. As novidades são que Utley já vem treinando em simulações de jogos, mas embora isso seja uma ótima notícia, ainda não há idéia de quando ele estará de volta (chuta-se próximo do All Star Week).

Domonic Brown já está na Triple-A pegando ritmo de jogo. Ninguém aguenta mais Raul Ibanez. Quem sabe Domonic não chega para brigar com Mayberry Jr pela vaga? Isso se Charlie Manuel também assumir o óbvio e retirar Ibanez de todos os lineups..

Carlos Ruiz, o cooch, deve voltar a jogar em breve. Não está nem na DL. É observar e torcer por boas atuações de Brian Schneider e de Dane Sardinha nesse ínterim.

Por último, Joe Blanton, que deve voltar no meio do mês.  Não li nada ainda, mas acho que Worley deverá arremessar no seu lugar enquanto isso.

Ainda há um segundo ponto preocupante nos Phillies. Não vou ser simplista em jogar Raul Ibanez pra Cristo, mas precisamos bater mais. Placido Polanco é um dos líderes em rebatidas e BA da liga, com apenas Ethier e Holliday na frente, porém Polanco possui menos jogos. Ryan Howard lidera em RBI  mas e o resto?

Baseball é o esporte coletivo mais invidual que existe e precisamos que todos façam do ataque algo operante.  Somos os 15 em rebatidas válidas e 21 em Home-Runs. É hora de retirar Ibanez do Lineup e melhorar a mira, explicar pro Ryan Howard a strikezone e partir pra dentro.

Temos 4 ases em um naipe só, mas se não soubermos aproveitar isso, como iremos trazer a nossa 3 World Series pra casa?

3 Responses to “Os dois pontos.”


  1. 1 Flaviork maio 4, 2011 às 3:43 am

    Esse foi um dos seus melhores artigos, parabéns.
    Só acho que tem que ter um pouco mais paciência com o Ibanez, hoje ele 2-4 com 2 rebatidas duplas e 1 RBI, espero que seja o começo de uma melhora.

  2. 3 Jack maio 4, 2011 às 12:37 pm

    Obrigadão Flávio! Pelo comentário e por estar sempre conosco🙂
    Go Phillies!

    Sobre o Ibanez, ele realmente foi bem. Mas ele ainda não apagou a marca ruim.. Ele apenas ganhou mais alguns pontos na paciência do Charlie Manuel e se ele já estava pra ser retirado do lineup, agora no mínimo vai durar mais uns jogos🙂


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Agenda

maio 2011
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

RSS ESPN Baseball

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Twitter do Jack


%d blogueiros gostam disto: