Nationals 1 vs 4 Phillies

O Right Fielder Jayson Werth foi um herói nessas últimas temporadas vitóriosas dos Phillies. Participou das conquistas da World Series em 2008, da National League em 2009 e da NL-East Division em 2010. Não dá pra esquecer ou ignorar suas atuações marcantes, como quando ele quase marcou um Homer-Cycle em 2008, atingindo 3 HRs em um mesmo jogo: Um simples, um triplo e um Grand-Slam. Faltou apenas um duplo….

Conforme já disse outras vezes, é claro que a saída de Jayson Werth marcou. Mas não tinha jeito, era muito dinheiro e “it’s gone”. O fato é que o jogo de ontem marcava o retorno de Werth a Philadelphia, dessa vez com a camisa dos Nationals. Eu esperava a reação característica dos Phanatics do Citizens Bank Park: Vaiar o jogador todas as vezes em que ele aparecesse no jogo. Mas pra minha surpresa, as vaias deram a vez para o respeito e a homenagens que vieram na forma das palmas e gritos da torcida assim que Werth veio ao bastão pela primeira vez. Foi tão inesperado que o Umpire até permitiu que Werth saudasse a torcida de volta antes de ser mais um eliminado por Hamels.

Claro que a homenagem foi antes de assumir o bastão, porque quando ele se colocou como jogador dos Nationals, tudo acabou e o tratamento usual veio na forma das vaias. Werth disse que ficou muito surpreso e jamais irá esquecer o carinhos dos Phillies. Quem sabe um dia teremos um retorno?

Mas essa foi apenas mais uma das histórias do ballpark.

Charlie Manuel resolveu mudar o Lineup. Se tinha uma coisa que eu pensava há algum tempo e até pensei já ter registrado aqui, era que O PROFETA deveria vir de leadoff. Não precisa ser gênio pra pensar nisso, é só olhar um pouco dos stats:

1) Rollins é muito rápido e lidera em bases roubadas pros Phillies. Sendo assim, é importante que ele chegue rapidamente a uma base, para já desconcentrar o Pitcher e eventualmente conseguir bater umas carteiras. Porém, se ele continuasse como 3, ou poderia ser o caso de não ter uma base para roubar, ou poderia ser o caso de dar um Walk no Howard, o jogando em uma base e evitando que o nosso slugger fizesse uma rebatida múltipla.

2) Rollins tem um ótimo aproveitamento: 31 hits e .370 OBP. Mesmo assim, ele óbtem poucas rebatidas múltiplas:  5 2B, 1 3B e 1 HR. Shane Victorino, que era o leadoff, tem estatísticas parecidas porém um melhor aproveitamento em rebatidas múltiplas: 5 2B, 2 3B e 4 HR. Para aproveitar melhor a velocidade de Rollins e o poderio múltiplo de Victorino, nada melhor do que deixar Rollins na frente.

Mas melhor do que simplesmente inverter os dois, Charlie Manuel também colocou Polanco, que era o 2 a rebater, para terceiro. Dessa forma, os melhores rebatedores múltiplos dos Phillies se agregam nas posições posteriores do lineup: Rollins, Victorino, Polanco, Howard, Francisco, Ibanez, Orr, Schneider, Hamels. Acho que ficou ótimo, tendo o que melhorar com Utley/Brown/Ruiz se integrando ao time.

Outras duas histórias rondaram o Citizens Bank Park. Em primeiro lugar, o jogo em si, onde Cole Hamels teve uma atuação digna do ace que ele é, completando o seu primeiro Complete Game da Temporada. Só para ter uma noção, no ano 2008 (Ganhamos a World Series) demoramos a temporada inteira para atingir a marca de 4 CGs que já atingimos no início de maio.

Hamels permitiu apenas uma corrida, um Home Run de Michael Morse pela direita, e 5 hits. Seu ERA agora é de 2.66 e poderia ser melhor caso não fosse aquela terrível estréia contra os Mets. Halladay ainda é o nosso melhor pitcher: foram 2 complete games e um ERA de 2.14, mas os ases da Philadelphia estão mesmo justificando cada centavo. Falta apenas Roy Oswalt completar um CG, quem sabe até um No-Hitter??

Os Phillies marcaram com Rollins impulsionando Hamels, que surpreendeu acertando uma rebatida tripla, Polanco , que deu fim ao seu streak de acertar uma rebatida válida por jogo mas marcou com um sac fly no Right Field colocando Rollins pra correr, Ryan Howard, que impulsionou Shane Victorino e se isolou na liderança em RBI da liga e finalmente ele: RAUL IBANEZ AEEEE!

Sim. Ele não só jogou, como foi protagonista de uma das grandes histórias do jogo. Após 35 vezes no bastão sem acertar nada, ele finalmente conseguiu não só uma, mas duas rebatidas e até impulsionou uma corridinha! Tá bom pra você? Pra mim tá! U-hú!

A zica era tão grande que o adversário Ian Desmond até deu um sorriso para Ibanez. Foram dúzias de depoimentos, até um do Charlie Manuel dizendo que Raul Ibanez tinha que receber até reza pra sair da uruca mas que confiava nele rs. O que importa é que ele jogou bem e ganhou mais algumas chances no lineup.

Os Nationals jogaram bem, mas não deu pra resistir ao Cole Hamels. Livian Hernandez atuou por 6 innings com 3 Strikeouts. Houve até uma eliminação tripla, mas Cole Hamels não deixou passar nada. Azar o deles…

1 Response to “Nationals 1 vs 4 Phillies”


  1. 1 Flaviork maio 4, 2011 às 11:35 pm

    Também gostei da mudança no Lineup, como o Rollins e o Victorino são rápidos qualquer rebatida do Polanco pode impulsinar corridas.
    O Hamels cedeu 6 corridas no 1º jogo, mas depois começou a jogar bem e cedeu 6 corridas em 5 jogos.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Agenda

maio 2011
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

RSS ESPN Baseball

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Twitter do Jack


%d blogueiros gostam disto: