Phillies 1 x 2 Marlins

Na última vez em que Josh Johnson e Doc Halladay se enfrentaram, deu num jogo inesquecível. Em um duelo de pitches perfeitos e grande fielding, os Phillies venceram em um suado 1-0.

Aquele foi o Jogo Perfeito de Roy “DOC” Halladay.

Para quem não conhece, jogo perfeito é quando um Pitcher não deixa passar absolutamente nada durante um jogo completo: Nem rebatidas válidas, nem walks. Simplesmente ninguém do time adversário chega em base.

Ontem o jogo foi um pouco diferente. Halladay não foi perfeito. Foi quase. E Josh Johnson, um pouco mais “quase” que Doc para a vitória dos Marlins.

Halladay jogou os 8 innings dos Phillies, marcando 9 K’s. E só não jogou o nono por falta de sorte, atenção ou principalmente, na minha opinião, pela falta de química com o Dane Sardinha.

Um pouco antes de falar da fatídica 9 entrada, Ryan Howard marcou a sua corrida da única forma que dava: Home-Run. O RISP de Philadelphia foi 0-6, mas o Slugger mandou a bolinha pela esquerda por cima da cerca e nos deixou na liderança.

Ben Francisco ganhou walk, recebeu um pitch e rebateu uma. Ao menos deu pra passear nas bases.

Josh Johnson, que havia ganhado um walk, foi impulsionado por um sac-fly para o empate.

Na 8 entrada, J-Roll comete um erro de lançamento e Omar Infante chega a primeira base. Marlins opta por usar o Pinch Hitter Osvaldo Martinez para enfrentar o Mr Perfect Halladay.

E aí que  o universo parou.

Sardinha não consegue salvar o Halladay de uma Wild Pitch e Infante vai até a segunda base com nenhum eliminado. Os Marlins trabalham as jogadas para, base-por-base, enviar Infante para o Home Plate e encerrar o jogo na parte alta da 9 entrada.

Charlie Manuel até tentou colocar Gload e Mayberry de Pinch Hitters, mas todos passaram em branco na hora do vamos ver.

O time dos Phillies é realmente muito bom. Não é a toa que tem os números que tem. Invicto em 162 jogos, ninguém vai ser jamais. Porém, se é pra perder, que seja em alto estilo.

Uma pena que justamente num dia onde tudo era tão importante, duas falhas acabaram com a partida.

Talvez a grosso modo, tudo seja definido assim: duas falhas. Mas o fato é que não consigo ignorar o RISP 0-6. Jogar a responsabilidade no Wild Pitch de alguém que tem feito o que fez, é provar que está se acomodando em rebater porque tem um monstro no montinho.

1 a zero, nunca será goleada para Philadelphia.

0 Responses to “Phillies 1 x 2 Marlins”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: