Os 300s de Philadelphia: Phillies at Dodgers

Não tem jeito, vai ser com emoção.

Nossa rotação não é simplesmente a melhor da liga no papel. Ela EFETIVAMENTE é a melhor de todas. Olho agora para os stats e não vejo outra coisa senão os Phillies:

Maior número de Complete Games: Roy Halladay com 4.
Maior número de Wins: Roy Halladay e Cole Hamels com 8.
Menor ERA para jogadores com +85IP:  D.Haren (LAA 2.41/93 IP), K. Lohse (STL 2.41/86 IP) e finalmente: Roy Halladay (PHI 2.56/98.1 IP) e Cole Hamels (PHI 2.58/90.2 IP).
Strikeouts:  Roy Halladay (100), Cliff Lee (98) e Cole Hamels em 7 (93).
Que rotação pode ser melhor que a nossa?

Jair Jurrjens vem fazendo uma ótima temporada, assim como Lohse, Haren, Lincecum, Veerlander, dentre outros. O fato é que os demais times tem um ace. Vivem de um naipe.

Nós temos 4. Um baralho completo.

O nosso problema é sempre no ataque. Cedemos uma ou duas corridas por jogo. Mas não conseguimos marcar duas ou três. Não sei o que se passa. Já pensei em várias formas de lineup possíveis, mas nada resolveria o problema.

Não podemos negar que Brown e Utley realmente melhoraram o time, mas nenhum dos dois – principalmente o segundo – demonstra estar no auge do seu potencial agora.

Já pensei também que os demais times jogam contra os Phillies numa concentração maior do que a dos outros. Afinal, o Pitcher sabe que se ceder corridas pra gente, vai ficar dificil pros rapazes do bench resolverem o problema. Será?

Não sei. Mas contra os Dodgers vimos mais uma vez o que vimos nas outras séries da temporada e que devemos continuar vendo até o final (da World Series se Deus quiser). Vencemos a série, perdemos um jogo, os pitchers realmente trouxeram a vitória e o ataque foi pelas beiradas.

O Profeta Rollinstradamus não jogou devido a lesões, mas ainda não está na DL (e espero que não entre).

Jogo 1:  Dodgers 1 x 3 Phillies. Ted Lilly vs Cliff Lee

Foram 7 innings de uma bola, 7H e nenhuma corrida sofrida para Cliff Lee. Foram 7 IP onde Cliff Lee descobriu que tinha uma arma poderosa na carteira: A Curveball. E foi justamente saindo do seu habitual arsenal de Fasballs e Cutters que Cliff Lee eliminou 10 Dodgers por Strikeouts e entregou um jogo ganho nas mãos de Antonio Bastardo.

Ryan Madson sofreu uma corrida acabando com o shutout, mas ainda assim anotou mais um save na temporada. Madson só vai perder o posto pro Brad Lidge mesmo.

As corridas foram impulsionadas por Polanco (Valdez) e Howard (Victorino) na 3 entrada, além de Chooch na 5 (Utley).

Francisco jogou no LF, mas não anotou Hits, somente um 1BB.

A corrida dos Dodgers veio por Andre Ethier (Dee Gordon).

W: Lee 5-5 3.62ERA
L: Lilly 4-5 4.13ERA
S: Madson 13 2.08ERA

Jogo 2:  Dodgers 6 x 2 Phillies. Rubby De La Rosa vs Roy Oswalt

A primeira vez que Rubby jogou como SP nas Big Leagues foi justamente contra os Phillies. Justamente contra Oswalt.

E ele venceu.

Não tenho muito o que falar. Roy Oswalt não conseguiu vitórias desde que voltou da DL. Ele vinha cedendo poucas corridas e conseguindo poucos strikeouts, mas não dava pra dizer que ele estava realmente mal. Apenas que estava “econômico” nos arremessos e um tanto quanto azarado.

Mas aí ele recebe 4 corridas, sendo uma na segunda e as outras na terceira entrada.

Stutes também ganhou duas, porém num home-run.

De bom no jogo, só ver Chase Utley rebatendo uma tripla no cantinho para a corrida de Shane Victorino.

E o pior é que perdemos a liderança da Major e da NL para os Cardinals.

W: De La Rosa 2-0 1.80ERA
L: Oswalt 3-4 3.05ERA
HR: LAD: Kemp 17

Jogo 3:  Dodgers 0 x 2 Phillies.  Hiroki Kuroda vs Cole Hamels

Hamels tem apresentado um Baseball muito sólido ao longo do ano. Não a toa, está surpreendo em acompanhar os líderes da liga em Wins. É verdade que ele está com os Phillies por mais temporadas e que já demonstrou nos demais anos o seu valor, mas não dá pra negar que as 8 vitórias tem sido surpresas das mais saborosas.

No jogo final contra os Dodgers, Hamels eliminou 9 LAs por strikeouts e saiu do jogo 6 hits e nenhum Walk. A melhor performance dos Phillies na semana. Já o ataque…

Ryan Howard com um Home Run e Domonic Brown impulsionaram as corridas que nos levaram de volta a liderança da NL e da Major com a derrota dos Cardinals.

W: Hamels 8-2 2.58ERA
L: Kuroda 5-7 3.35ERA
S: Madson 14 2.00ERA
HR: PHI: Howard 13

No final da série, juntando Cole Hamels, Halladay e Lee, temos quase quase 300 Ks anotados. Os 300 da Philadelphia. Está bom pra você?

0 Responses to “Os 300s de Philadelphia: Phillies at Dodgers”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Agenda

junho 2011
S T Q Q S S D
« maio   jul »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

RSS ESPN Baseball

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Twitter do Jack


%d blogueiros gostam disto: